BLOG

Não fechou e voltou

Quando você precisa de ajuda profissional é importante saber escolher bem!

Pode parecer meio óbvio, mas há casos e há casos:

” ELA ‘ERROU’, MAS VOLTOU”

Um engenheiro em parceira com uma empresa X, foi atender uma potencial cliente. O encontro era focado para fazer um diagnóstico mais preciso, visando uma proposta mais assertiva para a solução do problema. E nesse processo, o engenheiro com sua habilidade de relacionamento interpessoal, de fato, agregou o máximo de valor possível – no processo de venda.

Mesmo assim, a cliente ainda optou por contratar outra empresa (Y) – por outros motivos…

Meses depois, a mesma cliente voltou o contato diretamente o mesmo engenheiro, independente da empresa X, pedindo quase que o mesmo serviço. O que o deixou surpreso por já saber que ela tinha contratado outra empresa (Y). E na conversa a cliente explicou que contratou, sim, mas que o serviço foi mal executado, e por fim não resolveu o problema inicial.

O que se destaca nesse caso é que a cliente voltou para o engenheiro que de fato passou confiança e agregou valor no processo de venda.

Nesse caso fica claro que às vezes o barato saí caro!

A lição final é simples:

você vai ter concorrência sempre, o que difere realmente você dos outros é seu processo de relacionamento com o cliente

– Faça a Venda, surpreenda na Entrega e fidelize no Pós-Venda!